Parece que pouca gente tem cumprido a promessa de fim de ano de guardar dinheiro em 2019. Somente 19% dos brasileiros pouparam em janeiro, segundo uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). A maioria (75%) encerrou o período sem fazer qualquer tipo de reserva financeira, enquanto 6% não souberam ou preferiram não responder.

A dificuldade em poupar é maior entre os consumidores de baixa renda. Nas classes C, D e E, apenas 15% conseguiram guardar uma parte do salário em janeiro; percentual que chegou a 32% entre os brasileiros das classes A e B.

Principais motivos

Entre aqueles que não conseguiram poupar nadinha em janeiro, 39% disseram que o problema é que a renda é muito baixa. Já 21% alegaram ter tido algum imprevisto. Dezesseis por cento admitiram que perderam o controle dos gastos. E 10% admitiram que não têm disciplina para guardar dinheiro.

Dinheiro na mão é vendaval

Se você for esperar sobrar dinheiro pra poupar dificilmente vai conseguir. “O ideal é definir um valor que possa ser guardado de forma fixa, como um compromisso a ser cumprido, mesmo que seja um valor baixo. Se o consumidor deixa para guardar apenas o que sobra após pagar todas as contas, ele pode ceder às compras por impulso. Uma boa solução para ajudar na disciplina é programar no banco uma transferência automática”, orienta Marcela Kawati, economista-chefe do SPC Brasil.

Veja aqui mais dicas para organizar as contas e poupar

1 0