Se você puder sacar até R$ 500 do fundo de garantia, já sabe o que fazer com o dinheiro? Com a divulgação do calendário de saques do FGTS, a partir de setembro (veja aqui o calendário), as corretoras e gestoras de investimentos digitais, que trabalham com robôs de investimentos, trazem algumas dicas sobre o que fazer com o dinheiro.

Antes de mais nada, os chamados “robôs de investimentos” são serviços que usam algoritmos para identificar o perfil de risco e os objetivos da pessoa interessada em investir e analisam qual a recomendação de investimento para aquele perfil. O Daniel Jannuzzi, consultor de investimentos da corretora Magnetis, faz uma comparação com o Waze. “O algoritmo faz uma leitura de uma série de dados e monta uma rota, ou seja, uma carteira ideal de acordo com o perfil da pessoa”, ele compara. “Claro que, no meio do caminho, pode aparecer um objetivo intermediário e assim como o Waze a gente recalcula a rota”, explica.

Entre os três especialistas consultados, a primeira recomendação é usar o saque para pagar dívidas e, segundo o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), 37% dos brasileiros endividados possuem pendências de até 500 reais. “Se a pessoa tiver alguma dívida atrelada ao rotativo do cheque especial, que vai cobrar de 190% a 280% de juros ao ano,  e tem um impacto direto no orçamento mensal, é melhor alocar o saque para o pagamento de dívidas”, aconselha o Fernando Cesar dos Santos Junior, gestor de relacionamento com investidores da Monetus.

Vale consultar nossa coluna sobre o saque do FGTS para quitar ou negociar dívidas com as dicas de fintechs que atuam nesta área.

A segunda indicação, segundo o Daniel, é usar o dinheiro para comprar um bem, evitando os juros embutidos no parcelamento e até usando o pagamento à vista para negociar um desconto. “Uma vez que a pessoa não pretenda usar esse recurso para pagar uma dívida ou comprar algo, a terceira recomendação é investir”, afirma.

Você tem a opção de não fazer o saque? Tem. Mas a recomendação das empresas é sacar para buscar um rendimento melhor do que o oferecido pelo fundo de garantia. Na visão do Fernando em nenhuma hipótese é vantajoso deixar o dinheiro parado no FGTS independentemente do valor. “O FGTS é uma aplicação forçada com rendimento de 3% ao ano. Hoje a poupança no Brasil está rendendo 4,2% ao ano. Se a gente considerar uma inflação média anual de 3.8% quando você investe no FGTS está basicamente perdendo dinheiro”, alerta.

O especialista acredita que o saque do FGTS pode ser um primeiro passo para quem deseja poupar. Mas antes de chegar ao produto, ou tipo de investimento, uma das primeiras perguntas que os robôs fazem ao interagir contigo é “qual o seu objetivo?”.

Tito Gusmão, CEO da Warren, sempre indica que a pessoa tenha dois objetivos: um de curto e outro de longo prazo. “O de longo é seu plano de aposentadoria para quando você diminuir sua carga de trabalho tendo acumulado um patrimônio suficiente para isso”, ele explica. “O curto prazo vale para uma despesa emergencial e deve ser equivalente a um período de seis a 12 meses do seu gasto mensal”. Se o objetivo for o curto prazo, ele indica aplicações em produtos como títulos do tesouro ou CDBs.

Fernando, da Monetus, afirma que uma recomendação dos robôs é aplicar em fundos de renda fixa que tenham uma condição de resgate facilitada para manter o dinheiro “perto”, caso precise dele no curto prazo.

Para quem já tem investimentos com perfil mais conservador, outro caminho indicado pelos especialistas é partir para um investimento de renda variável como investir em ações.

Tito, da Warren, comenta que o saque também pode ser um empurrãozinho neste sentido tendo em vista que a taxa de juros caiu pela metade desde o começo de 2017 – e o Banco Central indicou nesta semana um novo corte na taxa Selic. “O brasileiro precisa aprender a investir no longo prazo e isso significa investir em ações”, ele alerta. “Hoje 0,29% dos brasileiros investem em ações. Nos EUA, 65% investem neste mercado muito por conta de uma taxa de juros muito baixa por lá, de 2% em média”.

Continue acompanhando as dicas aqui da coluna iBolso e descubra como a tecnologia pode colaborar com a sua vida financeira. Veja também as notícias do letraselucros.com e converse com a gente. Envie seu comentário, dúvida ou sugestão aqui no site ou pelo e-mail [email protected] Um abraço e até semana que vem!

CONTINUAR LENDO

Saque do FGTS: Robôs de investimento dão dicas do que fazer com o dinheiro
Baixar podcast 1 0