Parte da capital paulista e do Grande ABC viveu uma segunda-feira de caos. A chuva que começou no domingo alagou ruas, isolou cidades, provocou deslizamentos. Os bombeiros receberam entre 0h e 16h20, mais de 700 chamados. Doze pessoas morreram na Região Metropolitana de São Paulo. A linha 10-Tuquesa, que liga o centro de SP a Rio Grande da Serra, passando pelo ABC e por Mauá, não funcionou durante todo o dia.

Milhares de pessoas não conseguiram chegar ao trabalho. E será que as empresas têm o direito de descontar o dia? Não há consenso entre os especialistas. Há quem defenda que não citando o Decreto 27048, de 1949, que diz que “as entradas no serviço, verificadas com atraso, em decorrência de acidentes de transportes” não devem fazer com que o trabalhador tenha o seu dia ou atraso descontado do pagamento.

Mas há quem entenda também que casos de alagamentos ou problemas no transporte público não estão previstos em lei. No geral, vale o bom senso do empregador. Se você teve problemas pra chegar ao trabalho, envie ao seu chefe fotos do seu caminho. Notícias também são válidas como provas.

1 0