No momento, qual é o melhor caminho para aplicar por pelo menos 2 anos, CDI ou LCI? Ou existe outra alternativa?

O que é importante é definir o tipo de investimento disponível no mercado. Para exemplificar, vamos supor que você tenha R$ 50.000,00 para aplicar.
Os fundos DI, o CDB-DI e as Letras de Crédito Imobiliário ofertadas no mercado são atreladas ao CDI, que é uma taxa de juros pós fixada.
 

Você poderá achar no mercado algumas opções, e é preciso fazer conta para ver qual é a alternativa mais rentável. Citamos aqui algumas cotações de bancos de grande porte (os bancos de porte pequeno e médio costumam pagar taxas mais altas)
 

1. CDB-DI a 98% do CDI. O rendimento líquido do IR seria 83,30% do CDI para prazos maiores de 720 dias.
2. Letras de Crédito Imobiliário, ou Letras de Crédito do Agronegócio, a 88% do CDI, isento de Imposto de Renda.
3. Fundos Referenciados DI rendem, em média, 97% do CDI, já descontada a taxa de administração de 0,7% ao ano. O rendimento líquido seria 82,45% do CDI para prazos superiores a 720 dias.
 

Resumindo:
Supondo um CDI de 9% ao ano (hipótese), ou seja 18,81% para o período de dois anos, os valores líquidos de resgate após 720 dias seriam:

1. R$ 57.834,00 no CDB-DI
2. R$ 58.276,00 na LCI ou LCA (alternativa mais rentável)
3. R$ 57.754,00 no fundo Referenciado DI.

Como não conhecemos seu perfil de investidor, elencamos acima as opções mais conservadoras.

Rosario Pujado, CFP®, é sócia da PRACTA Treinamento e Educação Financeira Ltda.