Tenho 45 anos, solteira convicta, pediatra , casa e carro quitadas, sem dívidas. O meu desejo é aposentar antes dos 60 anos com uma renda mensal de dez mil reais . Para isso, disponho: plano de previdência privada PGBL( desde o ano 2000) , pgto mensal R$ 900 mas aportes anuais em torno de R$ 12 a 15.000; fiz opção por renda vitalicia , após os 55 anos, mas penso em limitar esse recebimento até os 85 anos. Também aplico em CDB e fundos de renda fixa no Banco Brasil , LCA ; nesses tenho hoje em torno de R$ 550 mil; nessas aplicações , tenho feito aportes em torno de R $ 2 a 2 500 ,00 mensais ( A ideia é usar apenas o rendimento mensal dessa aplicação na aposentadoria) . Tenho dois vínculos de trabalho concursada , pagamento de INSS , teto máximo ,desde 1999, com salário fixo em torno de 6 mil reais , mas com extras totaliza uma média de R$ 13 mil reais . A pergunta é : conseguirei me aposentar antes de 60 anos , aos 55 anos com a renda desejada de dez mil reais mensal ?
Por Bruany Bianchi
 
O planejador financeiro Alfredo Cunha salienta que sua meta é agressiva, entretanto a resposta para sua pergunta é negativa. Mas fique tranquila, você vai observar que está próxima do atingimento da meta. E parabéns, o principal já está fazendo – a reserva mensal e o planejamento.
 
E para se aposentar em 10 anos – levando em consideração o saldo inicial de 550 mil e aportes mensais de 2 mil – aos 55 anos você teria algo em torno de 800 mil em reserva (como você pediu não considerei o saldo em previdência), insuficiente, pois para ter a renda mensal de 10 mil até os 85 ano será necessário acumular uma reserva de R$ 1,8 milhão (observando a retirada mensal de 6 mil dos investimentos e 4 mil do INSS, ambos ajustados pela inflação).
 
Porque tanto? Isso acontece porque precisamos considerar a inflação. Para você ter uma idea nos últimos 10 anos a inflação foi de 70%. Em outras palavras, aquela nota que valia 100 reais em 2004 hoje equivale a apenas 30 reais ou a partir do seu exemplo, no futuro será preciso 30 mil e não apenas 10 mil para continuar com o mesmo padrão de consumo, comenta Alfredo Cunha.
 
Por isso é fundamental que você tenha o que chamamos de ganho real, o rendimento superior a inflação ao longo dos anos (não ligue para o curto prazo).
Muitos investidores acreditam que a rentabilidade no Brasil é elevada, mas a verdade é que com tanta inflação e imposto de renda, o ganho efetivo é pequeno, em torno de 2% ao ano.
 
E qual seria a solução? Adna, você não conseguiria se aposentar hoje aos 55 anos, mas se mantiver a economia mensal 2.500 reais, poderá se aposentar aos 60 anos. Uma boa notícia, não é mesmo? Na verdade excelente, tendo em vista que provavelmente você vai chegar aos 90, 100 anos de idade… E pode ser melhor trabalhar um pouquinho mais para usufruir com tranquilidade no futuro.
 
E não esqueça de procurar aplicações que lhe proporcionem ganho real no longo prazo – como as NTN-Bs oferecidas no Tesouro Direto e, mais importante ainda, revisar anualmente seu planejamento, não esperando até 2024. 
CONTINUAR LENDO