O pagamento de taxas para trocar criptomoedas parece estar com os dias contados. Esta semana o mercado ganhou mais um aplicativo de câmbio grátis de moedas virtuais e dois de seus investidores também são co-fundadores do Uber, ícone da economia compartilhada.

Na quarta-feira (25), a startup chamada Voyager revelou seus planos para oferecer transações sem taxas de pelo menos 15 criptomoedas diferentes, incluindo Bitcoin, Ethereum, Litecoin, Bitcoin Cash entre outras.

A empresa funcionará como uma espécie de agregador para as cotações das criptomoedas em mais de dez exchanges permitindo que os clientes comprem e vendam Bitcoin e altcoins pelo melhor valor disponível, o que deve incomodar grandes plataformas como a Coinbase, por exemplo. E nesse modelo sem cobrança de taxas, a Voyager vai competir com o Robinhood, o aplicativo de negociação de ações lançado em abril deste ano, que também oferece negociações livres de taxas em cinco moedas virtuais.

A Voyager está entrando nos testes beta no final desta semana, e pretende lançar seu aplicativo até o final de outubro. O serviço vai a funcionar somente nos Estados Unidos e precisa de aprovação para operar em cada Estado norte-americano. O Robinhood é restrito a pessoas que possuem ao menos endereço fixo nos Estados Unidos e visto americano.

Para se diferenciar do Robinhood, o Voyager também vai oferecer funcionalidades para fundos de hedge, bem como notícias sobre criptomoedas e dicas para ajudar os investidores que desejam entrar na criptomoeconomia.

Compartilhe com a gente a sua dúvida ou seu comentário aqui no post ou escreva para ibolso@letraselucros.com.br .


O Uber das criptomoedas
Baixar podcast 1 0