O Bitcoin pode não estar em sua melhor fase, mas as tentativas de enganar os consumidores usando supostas oportunidades em criptomoedas estão em alta.

No Reino Unido, os golpistas estão usando imagens de celebridades e endereços nobres de Londres para convencer suas vítimas. O alerta foi reforçado pela Autoridade de Conduta Financeira britânica, a FCA, que voltou a postar uma recomendação feita no fim de junho sobre tentativas de fraude usando moedas virtuais.

Assim como no Brasil, as moedas virtuais como o Bitcoin não são reguladas na Grã-Bretanha. Segundo a agência Reuters, a FCA disse que está recebendo um número crescente de avisos sobre golpes financeiros que prometem oferecer altos ganhos. Por aqui, tanto o Banco Central como a CVM alertaram os consumidores sobre riscos de golpes envolvendo moedas virtuais e ICOs, as ofertas iniciais de moedas.

Em um comunicado, a autoridade diz que “os consumidores do Reino Unido estão sendo cada vez mais visados por golpes de investimentos relacionados a criptomoedas”.

A FCA alerta que “os fraudadores tendem a anunciar nas redes sociais, geralmente usando as imagens de celebridades ou de indivíduos conhecidos para promover investimentos em criptomoedas”.

Os anúncios levam a sites com aparência profissional onde os consumidores são persuadidos a fazer investimentos na empresa usando tanto moedas virtuais como tradicionais. As empresas que operam os golpes são geralmente baseadas fora do Reino Unido, mas alegam ter uma presença país, muitas vezes em um endereço de prestígio na cidade de Londres.

Considerando que as criptomoedas não são reguladas, é pouco provável que os consumidores recuperem o dinheiro. Por isso é importante desconfiar. O alerta da FCA, que também vale para nós, lembra que os profissionais dos golpes podem manipular softwares para distorcer preços e retornos de investimento.

Eles conseguem levar as pessoas a comprar criptomoedas que nem existem e também são conhecidos por fechar as contas online dos consumidores de repente e se recusar a transferir os fundos ou ainda pedir mais dinheiro antes que o montante investido possa ser transferido de volta para a vítima.

O negócio é ficar longe de promessas com alta taxa de retorno e em pouco tempo envolvendo criptomoedas novas ou mesmo as mais conhecidas como Bitcoin ou Ethereum. Alguns sites ajudam a listar golpes envolvendo criptomoedas ou falsas moedas virtuais. Um deles é o Badbitcoin.org e outro é o Ethereum Scam Database, que mostra inclusive os golpes que estão em atividade.

Acompanhe os podcasts semanais sobre criptomoedas, finanças e tecnologia aqui da coluna iBolso. Compartilhe seu comentário ou sua dúvida no post ou escreva para ibolso@letraselucros.com.br e fique de olho nas dicas do letraselucros.com .

CONTINUAR LENDO

Golpes usando criptomoedas estão em alta
Baixar podcast 1 0