O fluxo de caixa é uma preocupação constante de quem comanda seu próprio negócio, seja na hora de fazer pagamentos de salários e impostos como no momento de expandir e manter a empresa sustentável financeiramente. Na prática, entretanto, os empreendedores esbarram na burocracia. É aí que as fintechs de crédito vêm ganhando espaço no segmento pessoa jurídica.

Unindo recursos avançados de análise de informações a processos ágeis e operações enxutas, as fintechs de crédito conseguem personalizar o atendimento, mesmo automatizado, acelerar a oferta de crédito e reduzir custos para o cliente.

Conforme destaca Fábio Neufeld, líder da vertical de crédito da Associação Brasileira de Fintechs (ABFintechs), a combinação de rapidez no atendimento, custo e transparência vem trazendo força às empresas desse segmento, que representam mais de 20% das fintechs brasileiras, segundo o a pesquisa Fintech Deep Dive 2018. “Por toda a questão digital e de processos mais ágeis, as elas conseguem ser mais rápidas, baratas e trazer uma experiência melhor ao usuário”, afirma.

A dificuldade de acesso ao crédito por micro e pequenas empresas deu origem à BizCapital, que usa ferramentas de inteligência artificial e acesso a diferentes bases de dados para oferecer empréstimos a empresas que faturam de R$ 150 mil a R$ 10 milhões por ano. “Grande parte das empresas pequenas sofre com o capital de giro, não só para o dia-a-dia mas para crescer e expandir”, observa Daniel Orlean, sócio-fundador da empresa. Com o respaldo da tecnologia, segundo ele, é possível eliminar ao máximo a burocracia, oferecendo um serviço 100% online e um atendimento personalizado.

Outros fatores importantes para fortalecer as fintechs desse segmento vieram da resolução 4.656 do Banco Central, em abril do ano passado, permitindo que elas atuem de forma independente, e do decreto presidencial 9.544, assinado em outubro, que facilita a entrada de investimentos de capital estrangeiro no setor. “Isso, com certeza, vai ajudá-las a crescer nos próximos anos”, comenta Neufeld, que também é sócio e CEO da Kavod Lending, fintech de crédito baseada no modelo coletivo (peer-to-peer) onde qualquer investidor, pessoa física ou jurídica, pode financiar pequenas e médias empresas.

Dicas para tomar crédito
Com o caminho aberto pela tecnologia e por novos modelos de negócios, o empreendedor precisa avaliar com cautela o momento certo de tomar crédito. A primeira dica das fintechs é ter consciência do motivo do empréstimo e se vai conseguir pagar as parcelas. “A gente trabalha muito com o cliente para que ele saiba onde ele vai chegar com esse crédito”, conta Orleans, da BizCapital. Segundo ele, os casos em que o crédito é melhor aplicado envolvem expansão dos negócios, como a compra de uma máquina para aumentar a produção, ou a preparação para uma data sazonal.

Agora, se o negócio vai mal, os especialistas ressaltam que não é hora de recorrer ao crédito. O conselho, antes de tudo, é pensar no futuro do negócio. “Este talvez seja um momento em que é melhor avaliar se o negócio faz sentido porque, provavelmente, o empreendedor vai ter dificuldade maior de acesso a crédito e por um custo mais alto”, analisa Neufeld. “Se o empresário vê a fintech como uma boia salva-vidas provavelmente vai ter problemas”, alerta.

Na hora de avaliar o pedido de empréstimo, o líder da área de crédito da ABFintechs ressalta que as empresas avaliam se o empreendedor tem organização financeira e um patrimônio como garantia. “É importante ter o controle da empresa do ponto de vista operacional, saber qual produto traz uma margem financeira boa, ou o que não é rentável”.

Renegociar e saldar dívidas é outro ponto fundamental para quem está buscando crédito na praça. Para desburocratizar o processo, Orlean explica que a BizCapital não exige a apresentação de um balanço da empresa interessada em obter um empréstimo, mas há outros documentos obrigatórios para análise. “A primeira coisa é manter o nome limpo. Se o empreendedor tem um bom histórico e costuma honrar compromissos vai ter uma taxa melhor”, aconselha.

Continue acompanhando as notícias e dicas do portal http://letraselucros.com . Envie também seu comentário, pergunta ou sugestão aqui no site ou pelo e-mail ibolso@letraselucros.com.br .

CONTINUAR LENDO
1 0