Com a legalização dos desmanches, a colaboração dos consumidores é fundamental para “limpar” o mercado e garantir a compra de peças de segunda mão de boa qualidade. Veja abaixo, os cuidados que se deve tomar a partir de agora, indicados por Arthur Rufino, presidente da Associação Brasileira de Desmontagem e Reciclagem Automotiva (Adera):

  • Antes de comprar, verifique se a empresa de desmanche é credenciada no Detran de seu estado.
  • Consulte aqui as listas dos desmanches legalizados no Estado de São Paulo e em outros estados. Empresas que na lista aparecem com status “indeferido” não podem funcionar até serem autorizadas.
  • Sendo desmanche credenciado, as peças que vendem têm que ter um selo do Detran.
  • Exija nota fiscal – só assim se fecha o ciclo da legalidade, impedindo que a peça seja revendida mais de uma vez.
  • Denuncie os desmanches ilegais através do Disque Denúncia (cada estado tem o seu, procure nas páginas da secretaria de segurança pública ou da polícia).

 

1 0