Manter um bom controle do movimento financeiro mensal e anual, delimitar claramente salários e responsabilidades em empresas familiares e acompanhar o trabalho dos contadores são hábitos salutares para a sobrevivência de qualquer empresa. Mas as antigas têm algumas particularidades que criam obrigações a mais. Veja aqui o que recomenda a consultora Flavia Guerra Barbieri, do Sebrae:


O que fazer:

1.      Coloque seu negócio ao alcance de todos: site, redes sociais e e-mail de contato são fundamentais.

2.      Articule parcerias com os negócios próximos: lembre – se que vocês compartilham as oportunidades e os desafios da região onde estão estabelecidos.

3.      Traga para a sua loja um pouco da sua história: fotos, material de jornais e certificados são excelentes itens de decoração e ajudam na comunicação da marca com o público.

4.      Conte ao seu cliente porque seu negócio é especial: produtos de qualidade? Fabricação tradicional? Negócio passado entre diferentes gerações?  O cliente valoriza mais e, portanto, paga mais por algo que ele atribui valor e singularidade.

O que não fazer:

1.      Não se desfaça de móveis, objetos e itens antigos: eles fazem parte de sua história.
Caso o imóvel seja tombado, não faça obras antes de consultar a secretaria de patrimônio.

2.      Não se feche para o mercado. Mantenha seus clientes, mas elabore estratégias para cativar as novas gerações.

3.      Não deixe de acompanhar os pagamentos e atividades realizadas pelo seu contador.

4.      Se é um negócio familiar, procure conciliar os interesses e evitar conflitos.

Para todo tipo de negócio

1.      Mantenha atualizado o cadastro dos seus clientes: contatos, preferência de compra, data de aniversário.  Informação é fundamental para alavancar vendas.

2.      Não pegue empréstimos antes de realizar um planejamento detalhado dos investimentos a serem realizados e do pagamento das parcelas.

3.      Certifique-se que sua marca esteja registrada no INPI. Não corra o risco de perder o direito de uso.

4.      Ofereça treinamento constante aos funcionários, mesmo os mais antigos. As técnicas de atendimento e os direitos do consumidor estão sempre se atualizando e seus funcionários precisam acompanhar este movimento.

CONTINUAR LENDO
1 0