Oportunidades de trabalho ligadas a blockchain e criptomoedas têm crescido na Ásia, indicando uma tendência global, mesmo tendo em vista que o Bitcoin está valendo quase três vezes menos do valor que alcançou em dezembro do ano passado.

A tecnologia blockchain, que sustenta as transações do Bitcoin e de outras moedas virtuais, mostrou que seu potencial vai muito além das criptomoedas. A tão falada tecnologia foi adotada nos últimos dois anos tanto por empresas iniciantes quanto por corporações mais estabelecidas.

O sistema, que se baseia em um banco de dados distribuído capaz de registrar informações de forma inalterável, já tem sido aplicado em muitos setores como saúde, alimentação, impacto social e em sistemas de votação, como a gente comentou no podcast Blockchain do bem.

Analisando postagens de vagas de empregos, a empresa de recrutamento Robert Walters já percebeu que a tendência é de crescimento. Desde 2017, a empresa observou um aumento de 50% no número de funções relacionadas a blockchain ou a criptomoedas na Ásia. Desenvolvedores com habilidades em linguagem Python estão entre os mais procurados.

Uma reportagem do portal CNBC mostra que uma busca superficial na rede LinkeIn por vagas relacionadas a blockchain traz oportunidades tanto em grandes corporações de tecnologia como a IBM quanto posições em empresas mais novas, como a exchange chinesa Binance.

Infelizmente este mercado ainda tem um problema de formação de profissionais. John Mullally, diretor de serviços financeiros da Robert Walters em Hong Kong, disse à reportagem que embora haja muitos entusiastas do blockchain querendo se juntar à indústria, “muitas pessoas não têm as habilidades necessárias” para as funções exigidas destes de desenvolvedores.

Quando a gente fala de criptomoedas, a volatilidade destes ativos afeta diretamente o recrutamento. As empresas deste setor tanto podem atrair profissionais entusiasmados quando o mercado está em alta como afastá-los quando o momento é de baixa.

E de fato, a pesquisa da Robert Walters mostra que o interesse por empregos em posições relacionadas a criptomoedas atingiu o pico junto com a alta do Bitcoin no segundo semestre do ano passado. Mas desde o início do ano, o interesse na área vem caindo. Para posições relacionadas a blockchain, no entanto, o interesse permanece em alta.

E o mercado não está aquecido apenas para profissionais de tecnologia ou finanças. À medida que os projetos e as startups se desenvolvem e amadurecem, muitas pessoas com experiência em marketing, relações públicas e operações agora também estão se juntando à indústria.

Acompanhe os podcasts semanais sobre criptomoedas, finanças e tecnologia da coluna iBolso. Compartilhe seu comentário ou sua dúvida no post ou escreva para ibolso@letraselucros.com.br e confira outras dicas aqui do http://letraselucros.com/ .

CONTINUAR LENDO

Crescem vagas de emprego em blockchain e criptomoedas
Baixar podcast 1 0