A conta de luz vai ficar mais cara em agosto. Conforme anunciou a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), o consumo de energia passa a ser medido com a bandeira tarifária vermelha, com custo de R$ 4 para cada 100-quilowatts-hora consumidos, a partir desta quinta-feira, dia 1º. O motivo, segundo a agência, é a estação mais seca que afeta o nível das bacias hidrográficas reduzindo a capacidade de geração das usinas hidrelétricas e aumentando o uso da geração termelétrica.

Para se ter uma ideia, o valor vai mais do que dobrar considerando que a bandeira amarela aplicada em julho tinha o custo de R$ 1,50 por 100-quilowatts-hora. A palavra de ordem, portanto, é identificar os aparelhos que estão fazendo seu relógio de luz disparar e reduzir o consumo. “Com o anúncio da bandeira vermelha é importante reforçar ações relacionadas ao uso consciente e ao combate ao desperdício de energia”, recomenda a ANEEL. Uma das recomendações da agência para reduzir o consumo de energia é reduzir o tempo no banho para 5 minutos e evitar colocar o chuveiro no modo “inverno”.

Outras dicas importantes são manter os eletrônicos fora da tomada se for passar o dia fora, evitar dormir com a TV ligada e não deixar o smartphone no carregador a noite inteira. Mesmo com a carga 100% completa, o carregador continua consumindo energia. Fora que a prática pode reduzir a duração da bateria. Uma recomendação neste caso é usar uma bateria externa para garantir que seu aparelho fique acordado e te desperte na hora certa.

Alguns aplicativos foram criados especificamente para calcular o consumo de energia elétrica em casa. Confira aqui uma seleção de três apps para saber como reduzir os gastos e evitar sustos no mês que vem.

Conta de Luz Pro
O aplicativo tem a melhor avaliação de usuários entre os aplicativos desta categoria de apps para o sistema Android. Sua principal missão é prever o valor da sua próxima conta de luz e tomar medidas para não estourar o orçamento doméstico. Para ter a projeção basta atualizar os valores de data, leituras e valores com base em uma conta de luz recente. Ele também mostra seu consumo acumulado no decorrer do mês e gráficos com estatísticas de consumo. O desenvolvedor cobra uma taxa de R$ 2 para o uso do aplicativo, mas se compromete a devolver a taxa se a precisão dos dados for inferior a 90%. O Conta de Luz Pro está disponível somente para o sistema Android. (Acesse aqui o app Conta de Luz Pro).

Consumo de energia doméstica
Este aplicativo permite que o consumidor visualize sua média de consumo diário de energia e tenha uma ideia do que pode ser cobrado na próxima conta. Ele também permite estabelecer e acompanhar metas de redução do consumo de energia. O aplicativo é gratuito, mas exibe anúncios e tem opções de compras internamente. Ele está disponível somente para aparelhos Android (acesse aqui o app Consumo de energia doméstica).

Calculadora custos de energia
Uma versão mais simples do que as anteriores, este aplicativo calcula os custos de energia por dia, semana, mês e até para o ano todo, o que pode ser útil para o planejamento das despesas no longo prazo. O app é gratuito e está disponível para dispositivos com o sistema iOS (acesse aqui o app Calculadora custos de energia). Outro ponto interessante é o cálculo automático da emissão anual de CO2 relacionada ao consumo de energia. Uma boa medida para conscientizar o consumidor sobre o impacto da economia de energia para o meio ambiente.

Continue acompanhando as dicas aqui da coluna iBolso e descubra como a tecnologia pode colaborar com a sua vida financeira. Veja também as notícias do letraselucros.com e converse com a gente. Envie seu comentário, dúvida ou sugestão aqui no site ou pelo e-mail [email protected] .

CONTINUAR LENDO

Aplicativos ajudam a reduzir o consumo de energia em casa
Baixar podcast 1 0