Quando a gente vai viajar, seja a trabalho ou de férias, só quer que dê tudo certo, que o vôo saia no horário marcado, sem grandes surpresas, né? Mas, nem sempre é assim. E é por isso que é importante conhecer os seus direitos caso haja algum imprevisto. As regras são determinadas pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

Mais de meia horinha de atraso, a companhia aérea já deve oferecer meio de comunicação (internet, telefone) para que o passageiro avise alguém. Se demorar mais de duas horas, aí já tem direito à alimentação.

No caso de atrasos de mais de quatro horas, além do que já estava previsto nos outros casos, a companhia aérea tem que pagar o transporte para que o passageiro vá e volte para casa – caso ele esteja na cidade de domicílio dele – ou, se não estiver, hospedagem/ acomodação e também o transporte até lá e de volta até o aeroporto.

Se a demora for de mais de 4 horas ou se o vôo for cancelado, a empresa deverá oferecer opções de reacomodação em vôo próprio ou de outra companhia aérea, reembolso integral ou execução do serviço por outro meio de transporte. Mas atenção: a escolha é do passageiro. Saiba mais nesta página, no site da Anac.

1 0