Por Danylo Martins

Investir significa mais do que formar uma reserva de emergências e buscar aplicações financeiras para garantir a conquista de determinados objetivos. Um investimento muito importante é a educação universitária. Na prática, existem duas opções de conseguir subsídios para cursar uma faculdade: o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), programa do Ministério da Educação (MEC), do Governo Federal, ou buscar crédito privado por meio de bancos, como Bradesco e Santander – Itaú participa do programa Pravaler (leia abaixo), e Banco do Brasil e Caixa são os agentes financeiros do Fies. 

Levantamos as principais informações sobre o crédito universitário público e privado. Confira:

Fies

O que é: programa federal, do MEC, que concede financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores presenciais, não gratuitos e com avaliação positiva no MEC. 

Quem pode pedir o crédito: alunos de cursos presenciais de graduação particulares que tenham avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). Os cursos devem ser oferecidos por instituições de ensino superior participantes do Fies. Aqui dá para consultar as universidades por região. Quem concluiu o ensino médio a partir de 2010 deve ter realizado o Enem, Exame Nacional do Ensino Médio, em 2010 ou em anos posteriores. 

– Quem não pode solicitar: estudantes com matrícula acadêmica trancadas no momento da inscrição; alunos que já tenham sido beneficiados pelo programa; inadimplentes com o Programa de Crédito Educativo; estudantes cujo percentual de comprometimento da renda familiar mensal per capita seja inferior a 20%; e pessoas que possuam renda familiar mensal maior do que 20 salários mínimos.

– Todos os cursos são financiados: podem ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a 3 no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), das instituições de ensino superior participantes do programa.

– Taxa de juros: a taxa efetiva de juros do FIES é de 3,4% ao ano para todos os cursos, independentemente do banco, seja Banco do Brasil, seja Caixa. 

Faça a simulação do financiamento por aqui e veja mais informações, como o "passo a passo" para se inscrever.

 

Pravaler

– O que é: maior crédito universitário privado, criado em 2006, e que já beneficiou cerca de 40 mil alunos.

– Quem pode pedir o crédito: estudantes de cursos de graduação das 200 instituições credenciadas no programa. Veja lista aqui.

– Condições: é possível dividir a mensalidade em duas parcelas. Em algumas universidades parceiras, o financiamento não tem incidência de juros. Isso só é possível porque os juros são pagos pela própria universidade. 

– Taxa de juros: os juros variam de 0 a 2,19% ao mês.
 

Siga o jornalista Danylo Martins no Twitter: @danylomartins_

CONTINUAR LENDO
1 0