Colunistas

O voo pode ser turbulento, mas o destino compensa

30 de maio de 2016

Duas notícias importantes para entender o Brasil, o país da renda fixa.
A primeira vem do Tesouro Nacional. Diz que as instituições de previdência se tornaram as maiores detentoras da dívida pública, posição que antes era ocupada pelos bancos, agora, os segundos colocados no ranking.
A segunda vem da Abrapp, a associação que reúne as entidades

Nós pagamos. Agora precisamos saber quem está comendo o pato

27 de maio de 2016

O governo propõe a criação de um teto para o crescimento das despesas públicas. Pela proposta, as despesas totais da União passariam a ser corrigidas apenas pelo índice de inflação do ano anterior.
Para ser instituída, esta proposta necessita de uma Emenda Constitucional que, para ser aprovada, precisa do quórum qualificado de três quintos em

Não é uma questão de fé

23 de maio de 2016

Por que mudar as regras que hoje existem para se obter o benefício da aposentadoria?
As regras têm que ser mudadas porque, em um horizonte bem próximo em termos de previdência (menos de 20 anos), se forem mantidas as regras de hoje, não haverá recursos para pagar os beneficiários do sistema.
E como se pode afirmar

Por um único voto!

20 de maio de 2016

Já lhe aconteceu alguma vez? Você acabou de escrever aquela mensagem em que expõe a sua alma, pensa mil vezes se deve enviá-la e, enfim, quando aperta o "Enviar" descobre que mandou para a pessoa errada. Com o coração na boca, o seu desejo é enfiar a mão celular adentro para interromper o fluxo

Hora de testar as convicções dos políticos do centrão

16 de maio de 2016

Agora, vamos ao que interessa: o déficit público. Mal começou seu governo, o presidente em exercício Michel Temer tem pela frente a difícil tarefa de anunciar as medidas concretas para enfrentar esse rombo monumental de mais de cem bilhões de reais. Isto numa perspectiva otimista. Os mais realistas diriam bem mais de cem bilhões.

É,

Erros, crime e castigo

13 de maio de 2016

Após receber a intimação de seu afastamento do cargo, Dilma Rousseff fez dois discursos. O primeiro, formal, foi lido para jornalistas e convidados ainda no interior do Palácio do Planalto. O segundo, de improviso, foi dirigido aos membros de movimentos sociais que a aguardavam em frente ao palácio.

Uma frase dita no primeiro discurso, e

Imagem não é tudo, mas pode ser um bom começo

11 de maio de 2016

A presidente Dilma Rousseff desistiu de deixar o Palácio do Planalto descendo a rampa para se encontrar com grupos de movimentos sociais que estariam ali para apoiá-la naquele difícil momento. Aconselhada pelo ex-presidente Lula, decidiu sair pela porta da frente do palácio para não passar uma imagem de que seu governo estaria definitivamente encerrado.
Entretanto,

Close
FAZER PERGUNTA <
x

Ops!

Fazer uma pergunta é exclusivo para cadastrados (duas perguntas) e assinantes (perguntas ilimitadas).

CADASTRE-SE E FAÇA 2 PERGUNTAS ASSINE E FAÇA PERGUNTAS ILIMITADAS