Não duvide, todo santo dia você toma várias decisões financeiras. Veja, por exemplo, ao ir para o trabalho, você pode optar pelo ônibus/metrô ou pelo carro.

Cada escolha envolve um custo financeiro. Pensar sobre essas escolhas tornará a gestão de suas finanças pessoais mais eficiente seja no curto, no médio ou no longo prazo.

Pode não parecer, mas o custo do transporte é um dos itens de maior relevância no orçamento das famílias e, por isso, merece toda atenção.

Comece por corrigir um erro básico: pensar apenas no custo diário. Prefira sempre analisar as despesas por um período anual.  Dessa forma, você perceberá as pequenas despesas diárias com outros olhos, tornando mais fácil identificar os caminhos para torná-las mais racionais.

Eu sei, neste ponto você já deve estar pensando: este assunto é chato e não me interessa. Mas, será que não lhe interessa mesmo?

Pois saiba que governos, universidades e organismos multilaterais estão focando muitos de seus estudos e pesquisas justamente na área de educação financeira, ou seja, como ajudar pessoas a tomar decisões econômicas mais racionais.

Isto porque decisões rotineiras ou eventuais, como viajar nas férias, envolvem certa complexidade econômica, tenha você muito ou pouco dinheiro.

Eis aqui algumas regras básicas a que esses estudos chegaram:

1-          Racionalize. Pois, as escolhas você já está fazendo, só que sem planejamento;

2-          Busque ferramentas na internet para lhe ajudar nas contas. Sim, será preciso fazer contas;

3-          Busque fontes confiáveis de informações e não se iluda com discursos de enriquecimento rápido;

Você corre o risco de, até mesmo, passar a gostar deste tema e descobrir que finanças é Mara 😉

CONTINUAR LENDO
1 0