Hoje já existem cerca de mil criptomoedas disponíveis, além da Bitcoin, que começou a circular em 2009. Mas qual seria a razão para termos tantas moedas digitais diferentes por aí?

Vinicius Bazan, da empresa de educação financeira Investeaê, explica que há variações porque muitas moedas surgiram com propostas diferentes ou abordagens diferentes em relação às bitcoins.

Com a popularização das criptomoedas, começaram a surgir novas propostas, com particularidades diferentes. A Bitcoin surgiu para resolver um problema de transações financeiras. A Ethereum (Ether), foi criada para ser uma rede mais potente. Já a Ripple faz transações entre bancos e a Dash surgiu para ser um meio de pagamento, mas procurou resolver o problema de lentidão nas aprovações de transações com bitcoins. “É relativamente simples criar uma nova moeda se você tem uma equipe técnica de desenvolvedores. É como se você estivesse criando vários programas de computador e cada um tem uma moeda associada”, explica Bazan.

No Brasil, além de Bitcoin, você consegue comprar Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin, Dash e Zcash por meio de exchanges diferentes. Mas vale apostar nessas outras criptomoedas?

Bazan diz que vale comprar outras criptomoedas quando você busca uma diversificação para se expor a projetos e potenciais diferentes. Mas se você está começando, é mais indicado se concentrar em Bitcoins.

Para ter uma base comparativa das principais moedas digitais, ele indica o relatório da Bitquence, que lista as criptomoedas mais relevantes para se investir. E você também pode acompanhar os rankings e valores das principais moedas pelos sites da Coinmarketcap.org  ou da coincap.io .

Continue acompanhando nossos podcasts e vídeos. Escreva pra gente aqui no site ou pelo e-mail ibolso@letraselucros.com.br .

CONTINUAR LENDO

Vale comprar outras criptomoedas além de bitcoin?
Baixar podcast 1 0