Por quase dois anos o canal da Letras & Lucros patinou nos cerca de 200 inscritos. Mas, nos últimos três meses, a audiência deu um salto. Chegamos a quase meio milhão de visualizações e já são quase 12 mil inscritos. Ainda é pouco, eu sei. Mas foi, com certeza, um crescimento vertiginoso em apenas 90 dias. Então, o que aconteceu?

Antes, eu empregava a maior parte do meu tempo na apuração e preparação das colunas que fazia para três jornais da Globo (JG, SPTV e GloboNews Em Pauta). Foram sete anos de intensa dedicação. Nem poderia ser diferente. Nesse período, aprendi muito, fiz grandes amigos e acredito ter deixado uma história. Enfim, cumpri um ciclo.

Hoje, dedico todo meu tempo à minha empresa, que também ganhou novos sócios.

Pedi demissão porque, para mim, estava claro que tinha que agarrar uma oportunidade que se abria com o avanço das novas mídias digitais e com a retomada da economia brasileira. Não poderia deixar este bonde passar e continuar a fazer mais do mesmo.

Ausentar-me da tela da Globo, onde era visível a milhões de telespectadores, não é uma decisão trivial. Mas, a audiência crescente da Letras & Lucros me diz que tomei a decisão correta.

Sou movida a desafios e o maior deles tem sido colocar de pé uma empresa de comunicação que vem crescendo e que, em 2018, inovará o conceito tradicional de jornalismo, entregando um conteúdo ágil, moderno e acessível alinhado às novas ferramentas da mídia digital. Da mesma forma que meu sócio, Antônio Tabet, inovou no campo humorístico participando da criação do Porta dos Fundos, hoje referência como canal de humor nas novas mídias e um case de sucesso em empreendedorismo brasileiro.

A Letras & Lucros nasceu como uma editora. Hoje, é uma holding que possui um canal de finanças pessoais com podcast, vídeos e colunas escritas. Em fevereiro, lançará uma vertical de jornalismo, que cobrirá não só economia, mas também política, cotidiano, internacional, enfim, será uma grade de jornalismo completa e independente.

Seremos profissionais associados para fazer o que sabemos e adoramos fazer: jornalismo. Usando e abusando das ferramentas que a moderna tecnologia nos disponibiliza.

Sim, da mesma forma que as mídias tradicionais, nossos canais vivem de patrocínio. Mas nunca abriremos mão da nossa independência. Para ter certeza do que afirmo, convido-o(a) a conferir a qualidade do conteúdo que já estamos entregando à nossa audiência: http://letraselucros.com

E, como disse, novos jornalistas estão se associando para realizar esse novo projeto e você irá conhecê-los a partir de fevereiro.

Acredito que, além de jornalismo, estaremos fazendo história. Abrindo caminho tanto para jornalistas experientes, alijados pelos cortes feitos nas redações tradicionais, quanto para a nova geração. Contribuindo para que mantenham a fé na missão de transmitir informações de boa qualidade, sejam elas políticas, econômicas ou sociais.

Num ano de eleição e de reformas econômicas nosso compromisso é disponibilizar notícias e analises que lhe ajudem tomar suas próprias decisões e não dizer o que você tem que fazer.

Portanto, em 2018, eu lhe faço um convite: venha montar este grande projeto com a gente.

Tim-tim

 

CONTINUAR LENDO
1 0