Oi Mara, estou começando uma vida a dois com meu noivo. Esse é nosso primeiro mês e estamos tendo muita dificuldade em pagar nossas contas. Sou recém formada e meu salário não é fixo, os valores mudam a cada mês. Nossa base é o salário dele. Não conseguimos ver para onde nosso dinheiro está indo, e sempre acabamos ficando no limite do cheque especial. Estou muito preocupada. Gostaria de uma consultoria que nos ajudasse a pagar as contas, pagar o limite e o cartão de crédito e nos ajudasse a começar um investimento. Por favor nos ajude. Att. Anne

Anne,

Na opinião do especialista Satoshi Fukuura, CEO da Siscom, o primeiro passo é fazer um diagnóstico da situação: Colocar num papel todos os seus compromissos atuais, os que estão em atraso e os que têm em curto de prazo, para visualizar todas as contas e dívidas e desta forma organizar seus recursos para arcar com esses compromissos. 

"Normalmente as pessoas ficam tão atordoadas com o volume de contas a pagar que nem param para colocar tudo no papel e saber qual o valor das dívidas e dos juros para poder fazer um planejamento", cometou Satoshi.

Quando se tem uma clara visão é possível fazer uma troca de dívida de juros altos por outra de juros mais baixos. Uma recomendação são os empréstimos em que se dá um bem como garantia como um carro ou imóvel, que são oferecidos com juros muito baixos.

No planejamento coloque primeiro a renda total, os custos fixos e só depois os demais parcelamentos. Priorize o pagamento dos custos fixos de primeira necessidade e negocie cheques e cartões de crédito em atraso, evitando o pagamento de juros. Lembre-se que o limite de cheque especial e cartão de crédito é para ser usado em casos pontuais e emergências, esse valor não deve ser considerado parte da renda.

por Carmen Nery