O escritor e crítico literário José Godoy faz uma análise do conto “Um homem célebre” de Machado de Assis sob o ponto de vista econômico e financeiro. No conto, a transformação da indústria fonográfica no inal do século 19, os desafios do empreendedor e as questões existenciais do artista entre o clássico que lhe dá imortalidade e o popular que lhe rende frutos financeiros.