Os americanos estão preocupados e, ao mesmo tempo, animados com as criptomoedas. Na última semana, o Bitcoin superou o patamar de 11 mil dólares, o que representa mais de dez vezes o seu valor desde o início do ano, mas quem tem criptomoedas também passou um dia de fortes emoções porque a moeda sofreu uma oscilação considerável e depois se recuperou.

Na quinta-feira (30), o responsável por supervisionar as movimentações de Wall Street no Federal Reserve, o banco central americano, alertou que o uso de criptomoedas como o bitcoin pode ameaçar a estabilidade financeira.

Segundo a agência Bloomberg, Randal Quarles disse que que as autoridades monetárias estão longe de adotar as moedas digitais como meios de pagamento. E considerando a oscilação brutal no preço da bitcoin – que nesta semana atingiu US$ 11 mil e depois caiu para quase US$ 9 mil –, ele entende que o sistema financeiro pode correr perigo, especialmente com a expansão do movimento favorável às moedas digitais.

A oscilação do Bitcoin na última semana (Gráfico da Coinmarketcap.com).

O integrantes do Federal Reserve já vem se manifestando há alguns meses sobre o tema. Em setembro, o presidente do Fed da Filadélfia disse duvidar que o bitcoin possa prejudicar o dólar americano, principalmente porque falta o apoio de um governo, informa o site da CNBC.

No início do ano, o presidente do Federal Reserve de Minneapolis, Neel Kashkari, também expressou ceticismo sobre o bitcoin emergindo como uma moeda, embora ele tenha dito que a tecnologia blockchain, que registra todas as transações da moeda virtual, tem “potencial” para o desenvolvimento futuro.

Por outro lado, na quarta-feira, o presidente do Federal Reserve de Nova York, William Dudley, afirmou em uma conferência que o Fed não descarta a ideia de criar sua própria moeda digital, de acordo com relatórios da Dow Jones.

O fato é que o Bitcoin deve ganhar um aval importante no mercado americano em breve. Na sexta, o CME Group, dono da bolsa de Chicago, informou oficialmente que lançará seu contrato futuro de bitcoin em 18 de dezembro. A empresa diz que vai fornecer uma plataforma de negociação regulamentada para o mercado futuro de criptomoedas. E segundo a reportagem da Reuters, a bolsa eletrônica Nasdaq também planeja lançar um contrato futuro com base em bitcoin em 2018. Vamos acompanhar!

E você investiu em bitcoins esse ano? Tem dúvidas? Conta pra gente aqui nos comentários do post ou pelo e-mail ibolso@letraselucros.com.br .

 

CONTINUAR LENDO

Moedas virtuais dividem opiniões nos EUA
Baixar podcast 1 0