Olá, tudo bom? Estou de volta e a semana está terminando com notícias não muito boas no universo do Bitcoin. Ontem, o governo norte-americano entrou com um pedido para que diversas exchanges, as plataformas de negociações de criptomoedas, forneçam uma série de dados de negociações para ajudar a investigar se há manipulação para distorcer os pre;os dos mercados ligados ao Bitcoin.

E a moeda virtual que conduz esse mercado continua em uma fase complicada. Neste sábado, o Bitcoin está cotado em US$ 7.600 dólares, o equivalente a R$ 28 mil reais considerando o dólar comercial. E uma investigação sobre as exchanges nos Estados Unidos digamos que não ajuda a moeda a se recuperar.

Uma reportagem do jornal The Wall Street Journal conta que a investigação começou depois do lançamento de contratos futuros atrelados a criptomoedas pela Bolsa Mercantil de Chicago (CME na sigla em inglês). Esses contratos da CME, lançados na CME em dezembro do ano passado, fecham seu valor final com base nos valores do Bitcoin em quatro exchanges: Bitstamp, Coinbase, itBit e Kraken. E a suspeita nesse caso é de que negociações manipuladas nesses mercados poderiam distorcer os preços dos contratos futuros de bitcoin que o governo regula diretamente.

Para complicar a situação, várias exchanges se recusaram a liberar seus dados, argumentando que o pedido era intrusivo. Só que o órgão que regula a Bolsa de Chicago, a Comissão de Negociação de Futuros de Commodities não gostou nem um pouco de saber que a CME não tinha acordos que obrigassem as plataformas de bitcoins a compartilhar dados de negociação vinculados a contratos futuros. Se tivesse os acordos, a bolsa teria conhecimento do tamanho dos pedidos e de quem fez as negociações.

E foi esse impasse sobre o acesso aos dados que levou a comissão a abrir uma investigação junto ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos, para saber se negociadores conspiraram para manipular os preços do bitcoin. E agora, a justiça americana também está analisando se há manipulação de outras criptomoedas.

Acompanhe aqui as dicas da coluna iBolso. Mande seu comentário ou sua pergunta aqui no site ou escreva para ibolso@letraselucros.com.br . Até a próxima!

CONTINUAR LENDO

Estados Unidos pressionam corretoras de bitcoin
Baixar podcast 1 0