A opção de ações pode ser lançada com o objetivo de realizar o ganho do prêmio embutido na operação.

Roberto Indech, analista da plataforma de investimentos Rico.com.vc  dá um exemplo: na operação denominada “call”, se você tem ações do Banco do Brasil poderia lançar a opção “BBASI27 Strike (preço de exercício) 26,65 na quantidade de 500 opções. Obrigatoriamente você terá que ter a posse de 500 ações do banco do tipo BBAS3.

Na modalidade “put” o investidor está negociando o direito de vender o ativo. Essa opção irá exigir a posse do valor integral da operação como garantia para realizar o lançamento coberto.

“Por exemplo, se a intenção é vender “BBASX51 Strike R$ 21,26” na quantidade de 500 opções, obrigatoriamente o investidor tem que ter o valor equivalente a 500 x R$ 21,26 ou R$ 10.630,00”, explica Indech.

“Esse valor pode estar livre em conta ou aplicado em ações, tesouro direto e CDB de liquidez diária. Caso esteja em Tesouro é importante ressaltar que apenas a quantidade cheia do título pode ser alocada, o sistema não permite frações como garantia”, alerta o analista.

Na operação denominada “call”, o risco é limitado ao total do capital aplicado, diz o analista da Rico. “Se o preço de mercado ficar abaixo do preço de ‘strike’ da opção haverá prejuízo entre o preço de compra da ação e o preço atual do mercado. Caso o ativo fique acima do preço de ‘strike’ R$ 26,65, o investidor terá que obrigatoriamente vender as 500 BBAS3 a esse preço, tendo o lucro/prejuízo calculado pela diferença do preço de compra/venda deduzido do valor recebido na venda da Opção”, detalha Indech.

Digamos que o preço da ação suba para R$ 28,00. Ao vender por R$ 26,65, o investidor estará deixando de ganhar R$ 675,00.

No caso da “put”, o risco também é limitado ao capital aplicado, sendo contabilizado o lucro ou prejuízo de forma inversa ao da Call. Se o mercado ficar acima do preço, o investidor tem o lucro da opção. Se ficar abaixo, é possível ter o prejuízo da diferença entre a compra e a venda do ativo deduzido do valor recebido pela venda da opção.

Como se pode ver, o mercado de opções é um mecanismo um tanto complexo e se o investidor não tem familiaridade, o melhor é buscar a ajuda de um especialista.

 

Foto: Pixabay

 

CONTINUAR LENDO
1 0