As exchanges costumam ser os canais mais buscados para comprar e vender bitcoins. São ambientes online de intermediação entre compradores e vendedores de criptomoedas fazendo a troca por reais, dólares, euros etc.

Saiba escolher a exchange
A dica do Guto Schiavon, diretor de operações e um dos fundadores da FoxBit, é consultar sites como o BitValor.com, que mostra os valores negociados pelas exchanges que operam no Brasil e faz relatórios mensais sobre a situação delas. “A exchange é uma empresa. Vale checar se o CNPJ é valido e dar uma olhada nas opiniões de outros usuários na rede”, ele recomenda.

Opções de compra e taxas
Após fazer um cadastro e enviar seus documentos digitalizados para aprovação, o usuário aprovado pode fazer uma transferência bancária para a conta da exchange. Com a confirmação no depósito é possível comprar bitcoins.

Schiavon lembra que há dois tipos de operação de compra:
– Compra instantânea: se baseia no preço do mercado, ou na oferta dos participantes, naquele momento. A taxa da compra instantânea é de 0,5% do valor adquirido em bitcoins.
– Ordem de compra: A exchange também tem um livro de ofertas bem semelhante à uma bolsa de valores onde as pessoas negociam bitcoins em valores diversos. Por exemplo: se o valor da bitcoin está em R$ 14 mil, é possível configurar uma ordem de compra em R$ 13.500 . Quando, e se, o valor do mercado chegar ao patamar que você escolheu, sua ordem se compra será executada. Neste caso, a taxa cai pela metade, para 0,25%.

Valor mínimo e máximo
No caso da FoxBit, o valor mínimo por transação é de R$ 250. É possível fazer um depósito maior e comprar aos poucos. Não há taxa de custódia para seu depósito em reais na exchange, só que o dinheiro vai ficar parado, sem rendimento.
O valor máximo para uma transação por dia é de R$ 25 mil. O diretor de operações da FoxBit explica que, se o usuário quiser negociar mais no mesmo dia, deve enviar um comprovante da origem do valor, como a declaração do Imposto de Renda, para análise.

Carteira virtual
A recomendação é que você use sempre uma carteira para guardar suas bitcoins e que a exchange seja somente ambiente de compra e venda. Ao sacar suas bitcoins para carteira virtual você deve pagar a taxa do minerador, ou mineiro. “São os auditores da rede Bitcoin que verificam se as transações que estão sendo enviadas estão corretas”, lembra Guto.

O tipo de carteira virtual depende de como você vai usar suas moedas digitais e quanto você está guardando. Se for para comprar produtos no dia a dia, você pode usar uma carteira no smartphone, como uma carteira de bolso mesmo. Veja opções de carteiras virtuais no site do Bitcoin.org .

Continue acompanhando os podcasts e confira também nossos vídeos. Mande sua pergunta aqui no post ou pelo e-mail ibolso@letraselucros.com.br .

CONTINUAR LENDO

Como comprar bitcoins em uma exchange?
Baixar podcast 1 0