Na quinta-feira, dia 2, o valor da Bitcoin superou US$ 7 mil dólares batendo mais um recorde histórico. Essa disparada da Bitcoin, também colaborou para que o valor de mercado de todas as criptomoedas superasse 200 bilhões de dólares na semana.

Tudo isso deixa os investidores de Bitcoins e outras moedas muito contentes, mas infelizmente os cibercriminosos também querem pegar carona na popularidade das criptomoedas – especialmente nas carteiras dos usuários.

De acordo com os pesquisadores da empresa de segurança Kaspersky Lab, uma ameaça chamada CryptoShuffler consegue roubar criptomoedas de carteiras virtuais ao trocar o endereço de envio na área de transferência do dispositivo. O Trojan (Trojan-Banker.Win32.CryptoShuffler.gen), já estava circulando no ano passado, mas a Kaspersky detectou uma nova investida da ameaça em junho e os golpistas já conseguiram roubar mais de US$ 140 mil em criptomoedas populares como Bitcoin, especialmente, além de Ethereum, Zcash, Dash e Monero.

Para manter suas reservas de criptomoedas seguras nas carteiras, os usuários devem prestar muita atenção durante as transações e sempre verificar o número da carteira listada na linha de endereço de destino contra a qual pretendem enviar moedas.

Acompanhe as dicas aqui do canal, mande sua dúvida ou comentário aqui no post ou para o e-mail ibolso@letraselucros.com.br .


Criminosos miram carteiras virtuais
Baixar podcast 1 0