Ver para crer - Luiz Eduardo Assis

Economista. Foi diretor do Banco Central e professor de economia da PUC-SP e FGV-SP. Trabalha há 25 anos no mercado financeiro, tendo sido Economista Chefe do Citibank Brasil, Chief Investment Officer do Citibank Global Asset Management, CEO do HSBC Investment Bank e COO do HSBC Bank Brasil, entre outras funções. Atualmente é presidente da Fator Seguradora, vice- presidente do Conselho Diretor do Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial, membro do Conselho de Administração da Sabesp e articulista contratado do jornal O Estado de São Paulo

A reboque do calote

29 de janeiro de 2018

O gráfico mostra , no eixo esquerdo, a evolução do spread bancário (diferença entre o preço que os bancos compram dinheiro e o preço que os bancos vendem dinheiro) e a taxa de inadimplência do sistema bancário, medida no eixo…

Nada de euforia

11 de janeiro de 2018

  O saldo da balança comercial alcançou US$ 67 bilhões em 2017. Foi o maior da história. Recomenda-se, no entanto, comedimento nas celebrações do grande feito. Tanto as exportações como as importações ficaram bem abaixo dos recordes. Entre 2011 e…

Melhorar, melhorou

11 de janeiro de 2018

  O EMBI (Emerging Markets Bonds Index) é um índice calculado pelo J P Morgan que mede o risco da dívida soberana destes países. O risco Brasil melhorou bastante no ano passado. O spread adicional sobre um título de prazo…

O que é mesmo que a gente está comemorando ?

23 de setembro de 2017

  A imprensa fez longas matérias celebrando o recorde do Ibovespa. No último dia 11 de setembro, a bolsa superou o patamar alcançado pela primeira vez em 20 de maio de 2008. O gráfico acima mostra a trajetória da bolsa…

Morreu, mas passa bem

3 de setembro de 2017

O PIB do Segundo trimestre cresceu 1,7% em relação aos primeiros três meses de 2017. O IBGE prefere divulgar o dado dessazonalizado, que mostrou um crescimento de apenas 0,2%. Foi mais que isto. O ajuste do IBGE tem o objetivo…

É a dívida, estúpido!

2 de setembro de 2017

O gráfico mostra a evolução entre janeiro de 2011 e junho de 2017 da dívida bruta do governo geral como proporção do PIB. Todo o enrosco da crise fiscal desemboca neste indicador. Desde 2013, o governo central (Tesouro Nacional, Banco…

É bom, mas não é bobo

26 de agosto de 2017

O gráfico mostra a variação trimestral anualizada da formação bruta de capital – tradicional indicador de investimentos produtivos – e dos investimentos feitos por empresas estrangeiras no Brasil. A imprensa gosta de dizer que os investimentos diretos tem maior estabilidade,…

Cavalo Paraguaio

13 de agosto de 2017

  Nos últimos dez anos, o PIB per capita do Paraguai como proporção do mesmo indicador brasileiro passou de menos de 50% para 63,3%, com forte aceleração a partir de 2012. Neste ritmo, Paraguai e Brasil terão a mesma renda…

Close
FAZER PERGUNTA <
x

Ops!

Fazer uma pergunta é exclusivo para cadastrados (duas perguntas) e assinantes (perguntas ilimitadas).

CADASTRE-SE E FAÇA 2 PERGUNTAS ASSINE E FAÇA PERGUNTAS ILIMITADAS